Vencedor da primeira edição do MasterChef JúniorBrasil estará domingo no Galleria Shopping. 

  

Lorenzo Ravioli, vencedor da primeira edição do programa de TV MasterChef Júnior Brasil, estará no Galleria Shopping, em Campinas, no próximo domingo, 28 de fevereiro. O garoto de 13 anos que encantou o país com seu carisma e habilidade na cozinha será uma atração a mais no evento Estação MasterChef Júnior Brasil, que pode ser visitado gratuitamente no empreendimento até 3 de março.

 

Lorenzo estará disponível para fotos e autógrafos no período das 16h às 17h, no cenário do evento, localizado no segundo piso do Galleria Shopping. É necessária a retirada de senhas, no local, a partir desta quarta-feira, 24, das 14h às 20h, até o término das mesmas.  

 

O Galleria é o primeiro shopping do país a receber a Estação MasterChef Júnior Brasil, evento interativo para crianças entre 5 e 12 anos inspirado no programa de TV MasterChef Júnior, fenômeno mundial em audiência. Os visitantes do evento, aberto no último dia 17, têm contato com o mundo da gastronomia de maneira divertida, desvendando as curiosidades desse universo por meio de sete estações temáticas: “Como se tornar um chefe”, “O look do chef”, “Conheça os Indispensáveis”, “Os facilitadores”, “Descobrindo o mundo de aromas e sabores” e “As vedetes da cozinha”. Na última etapa da brincadeira, após passarem por um labirinto, as crianças podem preparar canapés na desejada cozinha MasterChef, sempre atentos ao famoso cronômetro, igual ao do programa. No final, os pais são convidados para experimentar os quitutes. 

 

O projeto é uma parceria com a Endemol Shine Brasil, proprietária dos formatos MasterChef e Masterchef Júnior, uma marca lifestyle construída sob quatro pilares: comida, exploração, entretenimento e aprendizagem. A Estação MasterChef Júnior Brasil, inédita mundialmente, busca trabalhar da mesma forma, valendo-se do lúdico para proporcionar uma experiência sensorial às crianças.
  

Eu estarei lá com certeza!!! Vai ser demais!!!

Beijocas estaladas, 
Nívea 😘💋  

Serviço:

Lorenzo Ravioli no evento Estação MasterChef Brasil Júnior, no Galleria Shopping

Quando: domingo, 28 de fevereiro, das 16h às 17h

Entrega de senhas: a partir desta quarta-feira, 24, das 14h às 20h, no cenário do evento, até o término das mesmas ;

Informações sobre o evento: a atividade gratuita ficará no shopping até 3 de março e poderá ser visitada de domingo a segunda das 14h às 20h e sábados das 10h às 22h, mediante a retirada de senha no local a partir do horário de abertura do mesmo;

Endereço: segundo piso do Galleria Shopping (Rod. D. Pedro I, km 131,5, Jardim Nilópolis, Campinas, SP)

Whey Protein Engorda? 

Por Nutricionista Hugo Comparotto da  Atlhetica Nutrition.
Essa dúvida faz parte da vida de muitas pessoas que iniciam atividade física e são aconselhadas a usar algum tipo de suplemento. Não temos uma única resposta, mas trago o que temos na literatura.
O Whey protein é uma proteína oriunda do soro do leite no processo da fabricação do queijo, podendo ser concentrado (apresentando 80 a 90% de proteína e o restante de carboidratos e gorduras), isolado (95% de proteína isolada, em algumas filtragens chegando a zero de carboidratos e gorduras) e hidrolisado (proteínas isoladas, sem carboidratos e gorduras e pré digeridas, facilitando assim a digestão e a absorção). Uma das vantagens do whey protein, além da rápida digestão e sua composição ser pequena ou nula em carboidratos e gorduras, é o seu maior valor biológico (VB 110 a 120) que é a quantidade de aminoácidos essenciais (que nosso organismo não produz), comparado com a de outras fontes proteicas, como a do frango (VB 79), do peixe (VB 83), carne vermelha (VB 80), ovos de (VB 88 á 100) e laticínios, como o leite e o queijo que chegam a (VB 80). Por essa razão, é utilizado normalmente logo após treino, momento em que o organismo está ávido por uma maior quantidade de nutrientes para se recuperar do estresse causado pelo exercício físico.

É importante salientar que nenhum alimento “engorda” ou “emagrece”, isso não existe. O que existe são alimentos com aspectos nutricionais distintos, que estão relacionados a fatores que podem ser favoráveis ou desfavoráveis à perda ou ao ganho de peso. Além disso, a quantidade do alimento em questão, como e quando ele é utilizado, bem como o contexto total da dieta, são fatores relevantes a serem considerados para essa análise, o que inclui o Whey Protein.
O que “engorda”é a ingestão excessiva de calorias, ou seja, fornecer quantidades calóricas superiores ao que nosso organismo necessita,. No final isso é estocado como fonte de gordura, independente da fonte alimentar ingerida. Porém, nosso organismo funciona através de ADAPTAÇÕES e elas não são matemáticas, mas sim resultantes de estímulos e ações favoráveis, de acordo com questões genéticas, ambientais e fisiológicas. É habitual recebermos pacientes que consomem uma quantidade moderada de alimentos poucas vezes ao dia, fazendo apenas café da manha, almoço e jantar, já com uma grande quantidade de gordura visceral, peso excessivo, cansaço, vontade extrema de ingerir alimentos adocicados ou ricos em carboidratos simples, o que significa que seus organismos já estão adaptados a gastar menos e acumular mais.
A ingestão calórica pode não ser a única questão relevante em alguns casos, mas também a qualidade dos alimentos ingeridos e a maneira em que são inseridos dentro do plano alimentar do paciente.
Quanto ao Whey Protein, deve ser analisada a necessidade e a finalidade da suplementação dentro do contexto de cada paciente, que envolve parâmetros relacionados ao treinamento (tipo, volume, intensidade, frequência, tempo de duração) e a dieta. É necessário avaliar se a dieta está adequada à demanda metabólica daquele indivíduo. A suplementação deve ser inserida para suprir essas demandas ou de modo estratégico para facilitar ou permitir a elaboração de determinadas refeições com diferentes escolhas alimentares, de forma a beneficiar o paciente. É muito comum as pessoas utilizarem muito mais suplementos do que realmente necessitam, pelo fato de não estarem alinhados da maneira adequada com a dieta e a demanda de treino daquele indivíduo. Tal prática, além de gerar gastos desnecessários, pode resultar em efeitos negativos, como o acúmulo de gordura corporal. O Whey Protein não “engorda”, mas sim a sua utilização excessiva e de modo inapropriado, bem como qualquer outro alimento.

Alguns benefícios relacionados ao Whey Protein:
Aumenta a sensibilidade da insulina em nossas células, auxiliando assim no bom controle do açúcar na corrente sanguínea, no apetite, na vontade de comer doces e no processo de queima de gordura.
O perfil de aminoácidos do whey pode contribuir para a produção de glutationa, um antioxidante que combate radicais livres, formados pelo estresse ou pelas adaptações à atividade física.
Também está relacionado à geração de estímulos anabólicos para a construção de massa muscular, já que possui um perfil de aminoácidos adequado, principalmente rico no aminoácido leucina, que está intimamente ligado a processos e vias metabólicas associados à síntese proteica.
Em indivíduos obesos, foi verificado que o whey por estimular a produção de hormônios relacionados à saciedade, auxiliando ainda no controle do apetite.
Conciliar o Whey Protein em uma rotina alimentar de boa qualidade, individualizada e com a prática de atividades físicas, pode trazer todos esses benefícios favoráveis ao processo de emagrecimento. E, claro, todos esses efeitos ocorrerão com eficiência se todos os outros nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e água) estiverem equalizados e balanceados.
Não esqueça de sempre analisar o produto, avaliar sua procedência, marca, presença de conservantes, aromatizantes e adoçantes, e não exagere no consumo.
E então, o WHEY ENGORDA?

Beijocas estaladas,

Nívea 😘💋

Bolo funcional de fubá. 

😋 Bolo funcional de fubá 🍴

✔️ 3 ovos

✔️ 2 xícaras de fubá.

✔️ 2 colheres (sopa) de farinha de coco.

✔️ 2 colheres (sopa) de farinha de linhaça dourada.

✔️ 4 colheres de sopa de óleo de coco.

✔️ 1 xícara de leite de coco.

✔️ 1 xícara de açúcar de coco (ou demerara ou Xylitol).

✔️ 1 colher de sopa de fermento em pó.

Bater tudo no liquidificador. Eu fiz na Thermomix – coloquei todos os ingredientes, exceto o fermento, por 1 minuto e 30 segundos na velocidade 7 e por ultimo coloquei o fermento e programei por 20 segundos na velocidade 4,5.

Coloquei assar em forno pre aquecido.

Por aproximadamente 25 a 30 minutos.

Excelente opção para lanche infantil também!!!
Beijocas estaladas,
Nívea 😘💋

Galleria Shopping traz a Estação MasterChefJúnior Brasil para Campinas. 

  
 

Exposição interativa e sensorial convida crianças para participar de uma experiência gastronômica inédita

 No período de 17 de fevereiro a 3 de março, os clientes do Galleria Shopping poderão levar as crianças para participar de uma atividade inédita e muito especial. O shopping será o primeiro do país a receber a Estação MasterChef Júnior Brasil, evento interativo para crianças entre 5 e 12 anos inspirado no programa de TV MasterChef Júnior, fenômeno mundial em audiência.

“Estamos muito felizes com essa parceria. Com o projeto, conseguimos trazer conteúdo e lazer para o público infantil por meio de experiências que fazem parte da arte de cozinhar”, afirma Aline Zarouk, diretora de marketing da Iguatemi Empresa de Shopping Centers, que administra o Galleria Shopping.

Os visitantes terão contato com o mundo da gastronomia de maneira divertida, desvendando as curiosidades desse universo por meio de sete estações temáticas: “Como se tornar um chefe”, “O look do chef”, “Conheça os Indispensáveis”, “Os facilitadores”, “Descobrindo o mundo de aromas e sabores” e “As vedetes da cozinha”. Na última etapa da brincadeira, após passarem por um labirinto, as crianças poderão preparar canapés na famosa e desejada cozinha MasterChef, sempre atentos ao famoso cronômetro, igual ao do programa. No final, os pais são convidados para experimentar os quitutes.

O projeto é uma parceria com a Endemol Shine Brasil, proprietária dos formatos MasterChef e Masterchef Júnior, uma marca lifestyle construída sob quatro pilares: comida, exploração, entretenimento e aprendizagem. A Estação MasterChef Júnior Brasil, inédita mundialmente, busca trabalhar da mesma forma, valendo-se do lúdico para proporcionar uma experiência sensorial às crianças.

O evento é gratuito e após o Galleria, passará por outros shoppings do grupo Iguatemi em diversas cidades do Brasil, como São Paulo, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Alphaville, Sorocaba, Brasília e Porto Alegre, permanecendo em média, 15 dias em cada empreendimento.

 

Informações Importantes:

 

· As situações apresentadas na “Estação MasterChef Júnior” são lúdicas e totalmente seguras. Todas as atividades e simulações são apoiadas em pesquisa, objetos cenográficos, jogos e brincadeiras;

· Em todo o circuito, o público é acompanhado por monitores experientes e treinados;

· Os visitantes podem utilizar máquinas fotográficas e filmadoras para registrar a diversão;

· O evento é gratuito. Somente é necessário que o responsável pela criança faça um cadastro e retire sua senha a partir do horário de abertura do mesmo.
Levarei minha filha com certeza!!! 

Beijocas estaladas, 
Nívea 😘💋 

Lanches infantis. 

Já sabe o que colocar na lancheira do seu filho?! Que tal esse pão de queijo falso?!

Fica uma delícia (muuuuito parecido com o pão de queijo comum!!!) e semana passada além de fazer para minha filha, fiz para ela dividir com seus amiguinhos de classe no colégio!!

✔️ 300 gramas de mandioquinha.

✔️ 100 gramas de batata doce.

✔️ 500 gramas de polvilho azedo.

✔️ 100 gramas de polvilho doce.

✔️ 1/2 copo de azeite.

✔️ 1 copo de água morna.

✔️ ervas finas (pode usar todas as ervas de sua preferência.).

✔️ sal (eu uso sal rosa!!!)

Cozinhei a mandioquinha e a batata doce no vapor, amassei e fiz um purê. Fui acrescentando os outros ingredientes misturando com as mãos mesmo até ficar uma massa homogênea. Fiz bolinhas pequenas, coloquei em uma forma e assei em forno médio por 25 minutos.

Fica bom também se vc usar só mandioquinha ou só batata doce ou abóbora!!! Ou misturar como eu misturei nessa receita!!! A quantia para o purê sempre será em torno de 400 gramas ok?

Sempre saiba o que seu filho está comendo!! Se ele levar de casa fica muito melhor!!! 

O bolo de cenoura que postei aqui no blog semana passada também faz muito sucesso com a criançada!!! É só trocar o cacau por ChocoKids (o achocolatado saudável da Essential Nutrition.). Eu adoço com Xylitol mas vc pode usar açúcar de coco por exemplo.

Meu famoso bolo de banana (receita que consta aqui no blog!!! Procurem no mês de agosto!!!!) também é uma opção excelente!!! Minha filha ama!!! E quem não quiser adoçar com xylitol pode usar demerara.

Os produtos industrializados estão a cada dia mais presentes e atrativos no mercado de alimentos. Oferece praticidade, além de possuírem prazo de validade maior do que os produtos in natura, tornando fácil o armazenamento. Para oferecer praticidade e durabilidade dos produtos, as indústrias utilizam diversos aditivos químicos. Estes não fazem bem à saúde quando consumidos com freqüência, além de conterem sal, gorduras e açúcar em excesso.

Estudos apontam que o consumo desses alimentos, juntamente com a alimentação pobre em frutas, legumes e verduras aumenta o risco de agravos à saúde, principalmente relacionados a doenças cardiovasculares.

Comumente são encontrados os seguintes produtos químicos nos alimentos industrializados: Corantes, aromatizantes, conservantes, estabilizantes e acidulantes.

 

Orientações para a alimentação de seu filho (por Daniela Menardo – nutricionista – CRN 10334).

  • Ofereça alimentos naturais como frutas, verduras e legumes;.
  • Opte por sanduíches, bolos e biscoitos bolos caseiros;
  • Oferecer água e não sucos industrializados ou refrigerantes. Estes produtos contêm sódio e conservantes. A agua aromatizada e uma ótima opção ou sucos naturais sem adoçar.

Muitas vezes as crianças não aceitam bem os alimentos oferecidos, com isso os pais e educadores precisam usar a criatividade para “disfarçar” alguns alimentos. Por vezes esses são induzidos a comprar alimentos industrializados por conter na embalagem a informação “ricos em vitaminas e sais minerais”. Porém, a quantidade dos nutrientes adicionados normalmente é muito inferior ao recomendado, fazendo pouca diferença.

A opção mais saudável e sempre com frutas, sanduiches e bolos feitos em casa, mas as vezes por conta do tempo e rotina diária acabamos nos rendendo aos industrializados, por conta disso segue quais opções são mais adequadas nestas horas.

 

  • Requeijão x Pasta de grão de bico ou pasta de amendoim

Já existe no mercado opções para fugir do requeijão (um produto ultra processado rico em sódio, conservantes e de baixo teor nutricional). Troque por pastas naturais de soja, grão de bico e pasta de amendoim, que contêm boas quantidades de proteína, deixando a criança saciada por mais tempo, melhorando a imunidade, diminuindo sensibilidades alimentares, processos alérgicos, rinites e problemas intestinais como gases, diarreia ou constipação.

  •  Bisnaguinha x Pão integral

As famosas bisnaguinhas são cheias de açúcar, gordura e glutamato monossódico, com o dobro de gordura do que o pão de forma tradicional! Opte por pães onde o primeiro ingrediente seja “farinha de trigo integral”, é um alimento com mais quantidades de fibras, que estimulam o transito intestinal saudável da criança e por ser integral, contém mais vitaminas que fortalecem o sistema imune dela também.

  • Achocolatado x Sucos de frutas naturais integrais

Se não puder mandar o suco natural, fuja das versões industrializadas chamadas de néctar, que são apenas frutose acrescido de mais açúcar, aditivos e excesso de conservantes que fazem muito mal à saúde. Sendo assim, compre apenas sucos com o rótulo “suco integral da fruta”, sem aditivos e sem conservantes. Eles equivalem a uma porção de fruta para as crianças e sem açúcar extra.

  • Bolo pronto de pacotinho x Cookie de aveia

Se a criança gostar de bolo, não coloque, jamais, na lancheira os do tipo pronto, que carregam quantidades enormes de gordura trans (o pior tipo de gordura que afeta o cérebro e causa aumento de colesterol e entupimento de artérias) e que contem açúcar em sua composição. Opte por cookies integrais de aveia, pois também são ótimas opções e conservam bem em temperatura ambiente.

  • Batatas chips x Biscoito de polvilho integral

Assim como o bolinho pronto, batatas chips também contem gordura trans e fazem muito mal à saúde da criança. Uma boa opção de salgadinho e que as crianças adoram é o biscoito de polvilho integral, que é assado e bem gostoso. Ele é encontrado em lojas de produtos naturais.

  •  Danoninho (produtos tipo petit suisse) x Iogurte desnatado

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira dos Direitos do Consumidor revelou que o danoninho tem muito mais corante e açúcar do que se imagina, e, ao contrário do que anunciam não tem a quantidade de vitaminas e ferro citada. Além de ter açúcar em excesso: Danoninho é guloseima, não é lanche. Opte por iogurtes naturais ou desnatados, que não contem altas quantidades de conservantes e químicos.

  • Kinder Bueno x Frutas crocantes

Os chips de frutas são fontes de fibras, naturais, sem adição de açúcar e conservantes. Por serem desidratados, tem uma vida de prateleira maior. São vendidos em embalagens como os biscoitos, o que é um ponto positivo, já que a criança não se sente “isolada” e diferente dos colegas na hora do lanche. Além de ser uma opção muito mais saudável e nutritiva do que um doce industrializado e cheio deconservante e flavorizante.

  • Salgado de presunto e queijo assado x Snacks de mandioca e soja

O salgado de queijo e presunto apresenta muito sódio, além de ter muita gordura saturada. O consumo exagerado pode levar à obesidade, além de problemas cardíacos também. O snack é natural e sem glúten, oferecendo uma alimentação mais saudável.

  •  Amendoim Japonês x Mix de castanhas

O mix pode ser feito com diversas opções (castanha de caju, castanha do pará, amêndoa, avelã, macadâmia) e é uma ótima opções salgada, acessível e simples. Apesar de ainda não saberem o porquê, pesquisas mostram que o número de crianças com alergia a amendoim aumentou significativamente nos últimos anos. Muitos cientistas acreditam que o alto consumo do alimento, que é rico em gordura saturada, pode desencadear uma reação do organismo.

  •  Chocolate x bananada sem açúcar

A bananada é rica em fibras e nutrientes, como o ferro, potássio e proteínas e pode servir como uma boa opção de doce após o lanche no lugar do chocolate que possui grandes quantidades de açúcar e gordura. Alguns tipos ainda tem cafeína na composição o que, em excesso, pode tirar o sono ou o apetite.

  • Biscoito recheado x cookie integral

Substitua os biscoitos gordurosos, ricos em carboidratos simples, gordura trans e sódio por cookies integrais, que possuem aveia, são ricos em fibras e com baixo teor de sódio, ou seja, muito mais nutritivos e saudáveis ao corpo.

  • Biscoito salgado x Bolacha de arroz

A segunda opção é mais saudável por possuir menos calorias e menos gordura do que a segunda, que contém altas doses de farinha refinada, gordura trans, açúcar e sódio. Geleia 100% fruta é uma ótima opção para acompanhar a bolacha de arroz no lanche.

Lembre-se: lanche saudável quando falamos em alimentação infantil deve ser, principalmente, com baixos teores de açúcar, sal e gordura de boa qualidade. É preciso ter atenção também ao transporte e à refrigeração dos alimentos para que eles não corram o risco de estragar. Uma dica é usar uma bolsa térmica ou levar bebidas e iogurtes congelados.

Precisamos suprir nossas necessidades com alimentos variados e de qualidade, portanto quanto mais naturais forem melhor será para nosso organismo.

 

Sabemos que a correria é grande e que em alguns dias não temos tempo para preparar em casa. Abaixo duas opções que agradam tanto a mamãe como o filhinho!!! Com menos sódio, açúcar e sem gorduras trans!!!

 

Muito obrigada Daniela Menardo pelas orientações nutricionais.
Cuide de quem você ama, cuide dos seus filhos e de você. Procure preparar a comida em casa, com alimentos naturais e de qualidade e dê preferência sempre aos orgânicos.
Beijocas estaladas,
Nívea 😘💋

Dieta Alcalina 

Atenção!!!!! Vigiar o pH chega a ser mais importante que vigiar o colesterol!!!

  
 

O pH do corpo afeta toda a nossa saúde, equilibrar o pH é um passo importante para manter a saúde física, mental e emocional.
Um organismo ácido irá diminuir a capacidade do corpo de absorver mineral e outros nutrientes, diminuirá a produção de energia nas células, diminuirá a capacidade para reparar células danificadas, irá diminuir a capacidade do corpo de desintoxicar de metais pesados, irá fazer as células tumorais prosperarem, e tornará o corpo mais suscetível a fadiga e a doença.
A acidose é muito comum em nossa sociedade e é em grande parte devido à dieta típica muito elevada em ácidos produzida por produtos de origem animal, como carne, ovos e laticínios, e muito baixa em meio alcalino que é produzida por alimentos como frutas e legumes frescos.
Além disso, nós comemos ácidos produzidos em alimentos processados como farinha branca e açúcar como também em bebidas como café e refrigerantes.
Nós usamos drogas demais, que estão formando ácidos em nosso organismo e usamos químicos artificiais como adoçantes ou aspartame, que são venenos e são extremamente formadores de ácidos.
Uma das melhores coisas que podemos fazer para corrigir um corpo excessivamente ácido é mudar a dieta e o estilo de vida.
Para manter a saúde, a dieta deve consistir em 60% de alimentos formadores de alcalinidade e 40% de alimentos formadores de ácidos. Para restaurar a saúde, a dieta deve consistir em 80% de alimentos alcalinos e 20% de alimentos ácidos.
Geralmente, os alimentos formadores de ácidos incluem: carnes, peixes, aves, ovos, cereais e leguminosas.

  

Geralmente, os alimentos formadores de alcalinidade incluem: a maioria das frutas, verduras, ervilhas, feijões, lentilhas, especiarias, ervas e temperos, sementes e nozes.

 

Segue alguns mais específicos:

  • Sementes de abóbora, feijão branco, feijão de soja; 
  • Salsa, coentros, alho;
  • Cebola, cenoura, alface, pepino, nabo, couve, germinados, lentilha;
  • Abacate, laranja azeda, limão e tomate.

Além de consumir alimentos alcalinos, outra forma eficaz de reduzir a acidez no organismo é bebendo água alcalina, com um pH superior a 7. Esta informação é facilmente verificada no rótulo da garrafa de água.
Dica: A couve tem um alto poder alcalinizante além de eliminar as toxinas do sangue. 

  

Benefícios Extras da couve:
Os componentes anti-inflamatórios das folhas amenizam a irritação da mucosa do estômago, aliviando os incômodos da gastrite. Esses fitoquímicos (isotiocianatos e indois) também previnem tumores e regulam os hormônios reprodutivos.
Como Consumir:

Crua, no suco e na salada. Atenção cuidado com o cozimento pois alguns estudos mostram que ele diminui 56% dos polifenoise 38% da atividade antioxidante.

 

Obrigada Daniela Belinatti Menardo de Oliveira, Nutricionista Esportiva e Funcional, pelo texto. 
Beijocas estaladas, 
Nívea 😘💋 

Health Coach 

Venho apresentar hoje para vocês a mais nova parceria do blog ETC em foco. A Terapeuta Transpessoal e Health Coach, formação esta realizada nos Estados Unidos, NYC em 2007. Seu trabalho se baseia em ajudar pessoas a ter um relacionamento saudável com seu alimento e corpo.

Kárita hoje desenvolve o Coach do Emagrecimento, através do sistema “Emotional Counseling” (aconselhamento emocional), trabalha a ressignificação do relacionamento com o alimento de uma maneira terapêutica.
Karita nos mostra quando nos enganamos com a desculpa do “eu mereço”, “é só mais um”, “é só hoje”, para atacar mais uma fatia de bolo na sobremesa, isso tem uma explicação: vício em açúcar.

Diversos estudos constataram que esta compulsão pode ser considerada tão séria e tão forte quanto o alcoolismo e o tabagismo.

Por que não paro de comer? Por que não consigo seguir a dieta?

Perguntas estas que Karita escuta todos os dias na sala de atendimento.

Hoje estamos vivendo em uma era moderna, cheia de tecnologias e desejos materiais, mas estamos vazios por dentro, felicidade que se busca e parece não alcançar, insatisfeitos com a sua existência, crises emocionais, vazios internos, levam o ser a “Tapar o buraco” com comida, seja ela doce, salgada, gordurosa, liquida, não importa, o importante é não sentir o que realmente está “pegando”.

É possível sim usufruir de todas as maravilhas do nosso mundo material, mas é importante também olhar para si e fazer curas internas. Pomos citar aqui como exemplo, carreira, relacionamentos, espiritualidade, finanças, momentos de lazer, exercícios físicos, ambiente familiar e tudo que interfira com suas emoções.

Tratar é possível! Se libertar das amarras e viver livre! Amizade e amor com você mesmo leva a plenitude do corpo, alimentação e felicidade.

O objetivo é chegar na “raiz” do problema/queixa, sendo ela orgânica ou emocional. Como exemplo, o vício pelo açúcar, muitas vezes por traz deste vício está a compensação de necessidades humanas como: aceitação, amor próprio, autoestima, e etc. E também aspectos da outra polaridade, como: punição, raiva, ansiedade e etc.

Como resultado, se desenvolve um novo relacionamento com a comida e com o seu corpo, abre caminhos para o autoconhecimento se tornando assim um ser humano mais feliz e completo.

“Muitas vezes não basta ter o conhecimento do que fazer com a alimentação, é necessário estar preparado para implementar isso em todos os dias de sua vida. ”

Kárita Lima, Health Coach

Tel: +55 19 98107.6996

Email: contato@karitalima.com.br

Instagram: @karita.lima

Snapchat: karita.lima

Facebook Page: https://www.facebook.com/saudekarita

http://www.karitalima.com.br

Beijocas estaladas,

Nívea 😘💋